Alergia - Nome genérico dado às variadas reacções teciduais (urticárias, asma, rinite, conjutivite, eczema, estrófulo, etc.), provocados por vários tipos de antígenos - aqui denominados alergenos - que levam a reacções de hipersensibilidade: Alergenos X Sistema Imune.

Asma - Reacção inflamatória dos pulmões quase sempre de causa alérgica. Resumidamente ocorre uma contracção dos músculos que revestem os brônquios e bronquíolos, inchaço (edema) da mucosa desses bronquíolos, aumento da secreção de mucosa e consequente crise de falta de ar. Os ácaros são os principais alergenos da asma.

Ácaros - Parente de carrapatos e mucuins, são aracnídeos microscópicos, mais comuns em ambientes húmidos e fechados. Eles se nutrem de restos de alimentos, de pele que descamam dos homens e de animais e caem sobre colchões, almofadas, poltronas e até bichinhos de pelúcia. Sol, arejamento e limpeza rigorosa são as melhores armas contra os ácaros.

Atópia - São assim chamadas as afecções alérgicas caracterizadas por uma predisposição familiar e presença de anticorpos especiais denominados reagias.

Candidiase - Vide infecções de repetição.

Conjuntivite - Inflamação da conjuntiva, que é um tecido que reveste as pálpebras por dentro e a parte branca dos olhos.

Dermatite atópica - Doença da pele caracterizado por eczema de localização preferencial nas zonas de fluxão.

Estrófulo - Prurigo e lesão populosa da pele provocada por insectos sugadores e picadores.

Histamina - Substância com propriedade de mediação farmacológica, existente em estado inerto do organismo e que é libertada quando da reação alérgica. O anti-histamínico bloqueia o efeito nocivo da liberação da histamina.

Imunologia - Estudo dos eventos referentes à reacção do organismo aos agentes causadores de doença ou a qualquer corpo estranho.

Infecções de repetição - Imunoterapia - Os hábitos de vida moderna (promiscuidade sexual, alimentação inadequada, stress, dentre outros), têm levado a uma crescente incidência de pacientes com doenças viróticas, micóticas e bacterianas crónicas e/ou recidivantes. Servem de exemplo o HPV genital em ambos os sexos, o herpes simples, a candidiase vaginal, as foliculites e furunculoses de repetição.
Um percentual desses pacientes não se beneficiam com as terapêuticas tradicionais. Nesses casos, quase sempre, estabelece-se uma situação de imuno deficiência tradicionais.
O Imunologista clínico, em parceria com o médico assistente, deve ser chamado a contribuir.
O índice de regressão/cura nesse grupo de pacientes quando adequadamente conduzida é superior a 70%.

Poeira - A poeira domiciliar é o principal alergeno nas asmas, bronquites alérgicas e rinites. Compõe-se principalmente de restos alimentares, pelos, descamação da pele humana e animal, ácaros e cogumelos.

Rinite alérgica - é uma manifestação alérgica que compromete a mucosa nasal e frequentemente as mucosas subjacentes - ouvidos, faringe, laringe, olhos brônquios - levando, no seu conjunto ao quadro clínico que reflecte, mais ou menos, a extensão do comprometimento. Assim teremos as queixas de obstrução nasal, corisa, espirros, prurido no nariz, palato, garganta, olhos e ouvidos; sensação de peso e dor nas regiões malares e frontais; tosse seca; diminuição da audição; rouquidão, etc. Os sintomas da rinite são variáveis com idade e condições ambientais.

Vacinas - Nome genérico de derivados biológicos, amplamente utilizados na prevenção de doenças infecciosas, como por exemplo poliomielite, meningite, hepatite, varíola, asma tétano; nas imunodeficiências (vide infecções de repetição) e em algumas alergias como rinite, asma e estrófulo.

VOLTAR AO TOPO